sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Facebook = Vitrine de Exibição = Revista Contigo

  

   Sempre gostei muito de escrever na infância ( nas redações da escola) e principalmente na adolescência nas minhas agendas...quem passou a adolescência nos anos 90 lembra bem como era comum escrever nas nossas agendas, (que na verdade nada mais era do que um diário) quase toda menina tinha uma agenda que contava onde foi, o que fez e com quem ficou...nossos segredos e passos dados estavam lá e não na internet...como hoje...no facebook...ou no instagram....entre outras redes sociais...por aí...
 Tenho facebook e instagram mas não sou "REFÉM" de rede social...o melhor dizendo, nunca curti muito ficar postando fotos minha ou da minha família...o que fizemos, aonde fomos....acho até meio ridículo ("exibicionismo barato" )ficar mostrando que estávamos viajando em tal lugar que comemos naquele restaurante X....que comprei aquela roupa na loja Y ...
   Acho que pessoas que sentem essa necessidade de postar cada passo seu ...são pessoas que precisam mostrar sua rotina a qualquer custo ou melhor "precisam sempre de aplausos" de uma auto-afirmação interna" e dependem muito do comentário dos outros para se sentirem felizes ou aceitas ou talvez não ignoradas...querem atenção e ponto!
    Não entro todo dia no facebook...mesmo porque apesar de trabalhar muito com internet...(tenho uma loja online-que também tem página no face) eu procuro priorizar meu tempo com outras coisas mais importantes para mim...e para o meu trabalho....meu tempo é precioso....e ele passa rápido.....
    Já o instagram eu acesso e posso dizer que eu até curto mais, posto as vezes alguma foto bacana, que eu tiro ou acho na internet ou de lugares bacanas que fui ou gosto....
    O que eu acho desnecessário são aquelas pessoas que não vivem sem antes postar algo no facebook...ou em qualquer outra rede social. Elas já levantam da cama pegam o celular (que também fica do lado da cama) e a primeira coisa que fazem é abrir o face...e já começam o dia postando "baboseiras". Acredito que são pessoas que sentem uma enorme necessidade de fuçar (equivalente aquela "comadre" que fica na janela o tempo todo) para ver e bisbilhotar a vida do outro...(podem acreditar milhões de pessoas no mundo todo fazem isso...e não importa a idade...)
    Minha filha está com 9 anos e já me perguntou se ela poderia ter um face...eu eu disse: NÃO ...com 9 anos... não!!!....mas quando for um pouco mais velha...sim...(lá pelos 12 ou 13 anos)....isso será inevitável...ir contra a tecnologia ou as redes sociais...é remar contra a maré...e eu como mãe... sei muito bem disso....mas podemos deixar que nossas crianças sejam crianças...que elas não precisam estar inseridas em uma rede social ...e sim em um GRUPO SOCIAL de amigos que se encontram para brincar, aprender e viver fora das telas.
Criança não precisa estar exposta a comentários, fofocas, imagens e posts com um monte de baboseiras....que "nós" adultos colocamos nas redes.
   Abraços a vcs!